Fiscalização reduz condução sob efeito de álcool

A intensificação da fiscalização rodoviária está a dissuadir condutores que se fazia à estrada sob efeito de álcool. Dados divulgados, esta terça-feira, dia 20 de Setembro, pela brigada multissectorial de fiscalização intensiva de transito, que trabalhou na Província de Inhambane, no dia 19 de Setembro corrente, apontam que todos os 229 condutores submetidos ao teste de álcool, neste dia, acusaram negativo.

Contrariamente aos bons resultados que têm vindo a ser conseguidos relativamente à condução sob efeito de álcool, continua preocupante o universo dos condutores que acumulam multas não pagas. Só nesta segunda-feira, na Província de Inhambane, foram apreendidas10 cartas de condução por multas não pagas, de um universo de 229 condutores fiscalizados.

As infrações de transito detectadas nas jornadas de trabalho, na Província de Inhambane, incluem 12 livretes apreendidos por irregularidades diversas, 14 multas, das quais 4 por incompatibilidade da carta de condução, falta de ficha de inspeção (3), chapa de matricula não adequada (3), deficiências de iluminação e marcas reflectivas (2), entre outras irregularidades.    

Por ocasião da proximidade do fim da semana longo, das celebrações do 25 de Setembro, o Instituto Nacional dos Transportes Rodoviários (INATRO) e a Polícia de Transito formaram brigadas regionais para a educação, sensibilização e fiscalização rodoviária, em todo o território nacional, para evitar a ocorrência de acidentes de viação neste período festivo, cujo potencial risco de acidentes é elevado.

Related Articles