Duplicação da linha de Ressano atinge Socogene

Duplicação da linha de Ressano atinge Socogene

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Jacinto Nyusi assinalou, esta segunda-feira, a conclusão da primeira fase da duplicação da linha férrea de Ressano Garcia, no troço Maputo – Sacogne, no Distrito da Moamba, Província de Maputo e a ampliação da Terminal Ferroviária de Passageiros da Estação Central da Cidade de Maputo.

Avaliada em mais de USD 80 milhões, fundos próprios da empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), a primeira fase da duplicação da linha de Ressano Garcia irá possibilitar o aumento da capacidade do volume de carga transportada dos actuais 13 MTPA para 24 MTPA, respondendo, com celeridade, a demanda que o sistema ferro-portuário moçambicano tem sido sujeito nos últimos anos, sobretudo dos países vizinhos, com destaque para a África do Sul.

Considerando o sistema ferroviário sul que liga o Porto de Maputo aos vizinhos Africa do Sul, Zimbabwe e o Reino e Eswathini, a nova requalificação da linha de Ressano Garcia  incrementa a capacidade de transporte ferroviário de mercadorias para 33,0 milhões de toneladas por ano, o equivalente a 100% da carga manuseada nos Portos de Maputo e Matola, no ano passado.

Falando na cerimónia de inauguração, o Presidente da República reconheceu haver um bom alinhamento estratégico entre o CFM e as concessionárias para a complementaridade plena entre a capacidade da linha férrea e o manuseamento portuário, bem como na promoção de várias iniciativas de soluções logísticas que incrementam competitividade aos Corredores do país.

Para o integral aproveitamento da capacidade instalada na linha férrea de Ressano Garcia, o CFM e os operadores portuários (MPDC e TCM) têm trabalhado em conjunto no alinhamento das necessidades de investimento em equipamentos de transporte (vagões e locomotivas) e de descarga de minérios, respectivamente, processo esse coordenado através de um sistema moderno denominado, Rail to Port.

 

Refira-se que, nos últimos 5 anos, a empresa Portos e Caminhos de Fero de Moçambique investiu (com fundos próprios) mais de 600.3 milhões de dólares norte americanos, em infra-estruturas, equipamentos e recursos humanos, esforço que inclui o Projecto da duplicação da Linha de Ressano Garcia (primeira fase) e a ampliação da Terminal Ferroviária de Passageiros da Estação Central da Cidade de Maputo.

Related Articles