Os Aeródromos de Inhambane, Bilene, Ponta d'Ouro e Lumbo estão localizados em zonas turísticas. É intenção do Governo da República de Moçambique usar os locais onde se localizam os referidos aeródromos como “alavanca” para impulsionar o desenvolvimento turístico nas regiões Maputo-Sul, Gaza, Inhambane e Nampula, sendo um dos pilares para o desenvolvimento acelerado e inscrito no Plano Quinquenal do Governo 2015-2019. É portanto de extrema importância o desenvolvimento dos serviços aeroportuários nestas regiões de modo a responder eficazmente à demanda por um lado e, por outro, como forma de impulsionar o turismo. Ver anexos