Notícias


 

 

O evento que coincidiu com a inauguração dos estúdios da Televisão de Moçambique, Delegação de Sofala, simboliza significativos avanços no processo de migração digital que poderá culminar com o fim da transmissão analógica (apagão), num período de cerca de um ano.

Falando na ocasião, o Presidente da Republica esclareceu que o vulgo apagão só deverá ter lugar assim que estiverem criadas as condições necessárias para que este processo não sirva de exclusa. “Nenhuma família moçambicana deverá ficar sem acesso a televisão por conta do apagão, pelo que o INCM deverá elaborar e divulgar o plano de retirada do funcionamento dos emissores analógicos”, disse.

O “apagão” deverá ser gradual, atendendo as especificidades de cada local servido pelos emissores analógicos em funcionamento, estando projectada a retirada do ultimo emissor analógico até Dezembro de 2021.  

No quadro da migração da televisão analógica para a digital, o Governo tomou varias decisões com destaque para a adopção, em Dezembro de 2010, do padrão tecnológico da migração digital DVB-T2 (Digital Video Broadcasting-Second Generation Terrestrial), criação da Comissão para a Implementação da Migração Digital (COMID), criação da empresa TMT, o operador público de rede de televisão digital,  lançamento do concurso internacional para a implementação do Projecto de Migração Digital, entre outras medidas.

Com a implementação do Projecto, foi montada a rede de televisão digital de 60 sites, em igual número de distritos e/ou capitais provinciais, construído o Centro de Produção da TVM, em Maputo, e apetrechados estúdios da TVM nas cidades de Nampula, Beira, Maputo, Chimoio, Pemba, Quelimane, Tete, Xai-Xai, Lichinga e Inhambane.

 A migração digital garante a expansão e a melhoria da qualidade do sinal e dos conteúdos transmitidos. Assim, a cobertura nacional de televisão evolui dos cerca de 30% para mais de 70%. O Projecto inclui ainda o fornecimento de aparelhos receptores, vulgo "decoders" que permitem o acesso gratuito a 17 canais nacionais por tempo ilimitado, encontrando-se também disponíveis canais internacionais, cujo acesso é mediante pagamento.

 

VIDEOS